Receita: saladinha raw


Essa salada deliciosa é a queridinha nas minhas oficinas culinárias. Ela é refrescante, saborosa e muito nutritiva porque usa os alimentos na sua forma crua, e é daí que vem o seu nome. A raw food é uma forma de alimentação baseada em alimentos de origem vegetal, não processados e consumidos em sua forma crua ou cozidos até 42º centígrados. Dessa forma são preservados todos os nutrientes como vitaminas, minerais, pigmentos e enzimas importantes para a saúde.


Para explicar os outros conceitos que giram em torno dessa salada, quero que vejam a receita:


Ingredientes:

1 abobrinha pequena

1 cenoura pequena

1 beterraba pequena

15 a 20 folhas de espinafre

1 limão siciliano (pode ser o taiti ou o galego, mas o siciliano fica divino)

2 colheres de sopa de azeite extra-virgem

3 colheres de sopa de gergelim branco ou preto


Modo de preparo:

1. Higienize corretamente as folhas de espinafre e a abobrinha, pois vamos consumi-la com casca. Para saber como higienizar clique aqui.

2. Corte a abobrinha, a cenoura e a beterraba em formatos diferentes. Eu costumo fatiar a abobrinha em rodelas finas, usar o descascador de legumes para fazer tiras finas de cenoura e ralar a beterraba.

3. Misture bem todos os legumes em um refratário (daqueles bonitos, viu?), e acrescente as folhas do espinafre cruas. Misture novamente.

4. Esprema o limão sobre a salada e depois acrescente o azeite (nessa ordem para que o limão penetre bem nos alimentos.

5. Em uma frigideira antiaderente, torre levemente o gergelim até que algumas sementes comecem a "pipocar".

6. Sirva a salada fria com o gergelim torrado por cima. Acredite, não vai precisar de sal.


Rendimento: 5 porções


Alguns conceitos importantes:


1) Utilizamos o espinafre cru ao invés de refogado. Se você tem ou já teve cálculo renal, pode substituir o espinafre por bertalha ou ainda a rúcula, pois o espinafre cru possui altos teores de oxalato de cálcio. Mas como a quantidade de espinafre por porção é de 4 folhas, não precisa se preocupar se comer vez ou outra. O fato é que podemos ver que há outras formas de consumo dos alimentos; procure variar e criar para sempre ter novos sabores.


2) Os legumes cortados em vários formatos nos levam ao conceito da variação de formas que muitas vezes ignoramos. A cenoura pode ser cortada em fiapos e não só em palitinhos cozidos, entende? Procure sempre cortar de forma diferente os legumes, pois é uma forma de melhorar sua aceitação. Acredite se quiser, o gosto muda dependendo do formato que você corta.


3) Utilizamos a abobrinha de uma forma também não convencional: crua e com casca. Muitos dizem que não gostam de abobrinha, mas não testaram fazer de outro jeito senão refogada. Mais uma vez, vamos variar, minha gente! Na minha casa eu adoro ralar a abobrinha com casca e colocar limão e orégano. Fica maravilhoso! Mas importante: precisa higienizar direitinho, hein... Nada de vinagre! Mais uma vez, clique aqui para saber como fazer da forma correta.


4) O gergelim torrado é um condimento pouco convencional, mas de grande valor pois ajuda a tirar o sal da salada. Além disso, é um aliado no combate à constipação, pois é rico em fibras, possuindo também quantidades importantes de Cálcio, Ferro, Magnésio, Fósforo, Manganês, Cobre, Zinco, dentre outros nutrientes. Acredite: fica incrivelmente bom! Você pode torrar uma quantidade maior e deixar dentro de um pote de vidro para usar no dia a dia.


Gostou? Então não deixe de fazer, porque é sucesso garantido!


Um Beijo da Nutri,

E VIVA NA MEDIDA!

#saúde #dicas #emagrecimento #salada #receitas

Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.